Cláudia Fischer

Doutorada em Teoria da Literatura (FLUL, 2007) com uma tese sobre o conceito de graça em Schiller e Kleist, recentemente adaptada e publicada na editora Babel, tem leccionado língua alemã e tradução literária no Departamento de Estudos Germanísticos da FLUL. Enquanto membro do Centro de Estudos Comparatistas, coordena a recém-criada linha de investigação sobre Literatura e Música, em parceria com o CESEM/UNL. Licenciada na FCSH da Universidade Nova de Lisboa, defendeu nessa mesma universidade a sua tese de mestrado sobre relatos de de viajantes alemães dos séculos XVIII e XIX em Portugal. Outro dos seus interesses centra-se em Fernando Pessoa, tendo publicado estudos sobre Pessoa enquanto tradutor, leitor e autor em diferentes línguas (nas revistas Real e Pessoa Plural), co-editado Argumentos para filmes (Lisboa, Babel, 2011), comissariado uma exposição sobre Pessoa e Cascais (Museu Condes de Castro Guimarães Cascais, 2013) e colaborado no catálogo de uma exposição comemorativa do 1º centenário da revista Orpheu (BNP, 2015). Enquanto tradutora, participou em produções teatrais do Teatro Nacional S. João do Porto, traduzindo Brecht e Fassbinder, e publicou traduções de Thomas Mann, R. M. Rilke, Walther Benjamin, entre outros. Prepara actualmente uma versão publicada de O Café de R.W. Fassbinder e uma antologia de contos românticos alemães sobre temática musical. Fez estudos de música na Academia de Amadores de Música e no Conservatório Nacional de Lisboa (viola da gamba), integrando grupos amadores.

Advertisements